PMs que agrediram jovem negro em shopping dizem que motivo foi boné do Hulk

11/08/2020

 

Os policiais militares que, trabalhando como seguranças em um shopping da Ilha do Governador (RJ), arrancaram um jovem negro de uma loja e o espancaram disseram, em depoimento, que não fizeram a abordagem violenta por causa da cor do rapaz de 18 anos, mas por ele usar um boné do personagem de histórias em quadrinhos Hulk.

Os dois PMs prestaram depoimento nesta segunda-feira (10/8) ao delegado que investiga o caso, que foi filmado e viralizou.

“Eles disseram que desconfiaram do Matheus não pelo fato de ele ser negro, mas porque usava um boné que fazia referência ao Hulk, alcunha de um traficante também conhecido como Gil”, disse o delegado Marcus Henrique, da 37ª DP, segundo o jornal O Globo.

O traficante citado foi morto pela polícia fluminense há mais de um ano, ainda segundo o delegado.

A vítima, o entregador Matheus Fernandes, foi ao shopping Ilha Plaza na última quarta-feira (5/8) trocar um relógio que era presente para seu pai. Ele estava numa loja Renner quando foi violentamente abordado e levado para uma escadaria enquanto gritava que não era bandido.

Passado o trauma, Matheus tem recebido apoio nas redes sociais. Em sua conta no Instagram, ele postou uma foto ao lado do pai, que acabou recebendo seu presente. 

 

Fonte: Metrópoles 

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload